terça-feira, 18 de maio de 2021

Aguá com gás faz mal à Saúde?

Muitas pessoas têm dúvida se a água com gás faz bem ou mal à saúde. Primeiramente, vamos entender qual a composição da água gaseificada e quais são seus efeitos em nosso organismo!

A água gaseificada é o tipo de água que sofre um tratamento e adicionamento de dióxido de carbono sob pressão ao líquido. A presença de CO2 na água apenas leva ao aparecimento de bolinhas e um sabor mais ácido à água.Quando ingerido, este gás pode causar desconforto gástrico e dilatação do estômago. Por isso, não é aconselhável que a água com gás seja a única fonte de hidratação durante o dia. Por outro lado, ao acrescentar suco puro de limão à este tipo de água pode ser de grande ajuda àqueles pacientes que possuem o péssimo hábito de tomar refrigerantes. Por causar sensação de saciedade ao nosso corpo, a água gaseificada pode ser consumida para diminuir o volume da refeição, tornando-se uma boa estratégia para as pessoas que querem perder peso.

Neste caso, o ideal é saber dosar a quantidade correta de água gaseificada consumida por dia. Recomenda-se o consumo de 1 a 2 copos ao dia e o restante do consumo deve ser proveniente de água sem gás. Nunca se esqueça de consultar seu profissional nutricionista para fazer seu acompanhamento nutricional adequadamente!

E os benefícios?

Segundo vários sites, existem diversos benefícios na água com gás:

Para aqueles que gostam de refrigerantes, a água com gás simples, sem aditivos, é muitas vezes de grande ajuda a quem não tem muito hábito de beber água devido à presença do gás.

Apesar de ser saudável, algumas marcas adicionam à água com gás algumas substâncias, como saborizantes e adoçantes artificiais, o que acaba diminuindo o efeito saudável e os benefícios da água com gás e, por isso, é recomendado que se observe o rótulo das embalagen

1. Hidratar o corpo: A água com gás hidrata tanto quanto, e tem os mesmo nutrientes da água natural. Além disto, a adição do dióxido de carbono não faz mal à saúde porque o corpo absorve e elimina este gás.

2. Ser rica em nutrientes: A água mineral, tanto com ou sem gás, é rica em nutrientes como cálcio, potássio e magnésio. Como também contém sódio, as pessoas que têm pressão alta devem ficar atentas ao rótulo, pois algumas marcas podem adicionar quantidades a mais desta substância, devendo-se evitar as marcas que fazem isto. 

3. Ajudar a emagrecer: Como dito no inicio da matéria, o gás presente na água gaseificada, quando liberado no estômago, aumenta a sensação de saciedade e de estômago cheios, o que pode ajudar a comer menos e diminuir a quantidade de calorias em uma refeição. Além disso, a água com gás não tem calorias e, por isto, pode ser consumida à vontade.

4. Melhorar o paladar: A água com gás deixa as papilas gustativas mais sensíveis ao sabor do alimentos, podendo acentuar o seu sabor, sendo, portanto uma ótima opção antes de apreciar um café ou uma taça de vinho, dentro outros. Além disto, o CO2 presente na água estimula o funcionamento do estômago, aumentando a sua secreção e esvaziamento, podendo melhorar a sensação de digestão.

5. Pode substituir o refrigerante: Além de ser tomada na sua versão natural, a água com gás pode ser uma forma saudável de substituir o refrigerante, através da sua aromatização. Utilizar limão, raspas de laranja, hortelã e gengibre, por exemplo, podem ser ótimas formas de tornar a bebida mais saborosa e facilitar o consumo de água ao longo do dia. 

Devido a semelhança na aparência e no sabor de bebidas como o refrigerante, existem muitos mitos criados à respeito da água com gás, no entanto o consumo de água com gás, desde que não possui aromatizantes artificiais, não traz riscos para a saúde. 

Dessa forma, a água com gás:

Não prejudica a gravidez e pode ser consumida normalmente neste período. No entanto, durante a gravidez a sensação de estômago cheio e inchaço pode ser maior, pois a barriga aumentada pressiona o estômago, tornando-o mais sensível;

Não provoca celulite, já que tanto a celulite quanto o aumento de gordura acontece devido ao consumo de bebidas ricas em açúcar, o que não é o caso da água com gás; 

Não tira o cálcio dos ossos, e não interfere na absorção do cálcio dos alimentos. Isto pode acontecer ao tomar refrigerante em excesso, principalmente porque, com o consumo em excesso desta bebida, outras fontes de minerais são deixadas de lado. Além disto, no refrigerante, o excesso de cafeína e ação do ácido fosfórico pode diminuir a densidade mineral óssea;

Não faz mal aos rins, e quanto mais consumida melhor, assim como a água natural, para que eles funcionem de uma forma melhor e o corpo esteja hidratado;

Não causa alterações ou corrosão dos dentes, pois a quantidade de ácido não é muito elevada a ponto de nem ter mais acidez do que um refrigerante ou um suco de limão, por exemplo. Assim, para causar mal aos dentes, a água com gás precisaria ficar muitas horas em contato com os dentes, o que não acontece.

A quantidade necessária de água por dia, com ou sem gás, é de cerca de 2 litros, ou 8 copos, mas isto pode variar de acordo com o peso da pessoa, se faz atividade física ou sua em excesso, e com a presença de algumas doenças, como insuficiência renal ou insuficiência cardíaca. Saiba qual a quantidade de água necessária por dia.



Fontes:https://blog.dietbox.me/

            https://www.tuasaude.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário