terça-feira, 4 de maio de 2021

Diversas proteínas são identificadas a casos graves de Covid-19

A grande questão que atormenta atualmente os cientistas em relação ao Covid-19, sem dúvida nenhum, é o porquê de alguns pacientes apresentarem casos leves e outros casos severos e morte!

A mais recente descoberta nesta questão, é apresentada por diversos sites científicos!

Estudo feitos no Hospital Geral de Massachusetts, com cerca de 384 pessoas tentou decifrar os mecanismos por trás do agravamento da Covid-19 em alguns pacientes.

Estudos já haviam sido feitos para tentar decifrar os mecanismos por trás de algumas infecções no organismo humano, porém, com a chegada do Sars-CoV-2, estudos envolvendo as proteínas presentes nos processos inflamatórios surgiram. Estes estudos são denominados de análise proteômica, ou seja, uma análise das proteínas de um determinado meio, tecido, organismo ou célula.

Foram recolhidas amostras de sangue de 306 pessoas, testadas como positivo pra Covid-19 e amostras de 78 pessoas testadas como negativo. Retiradas em 3 momentos diferentes da doença! Assim, foi possível determinar que a maioria dos pacientes positivados, possuem assinaturas diferentes para determinadas proteínas e ainda que àqueles pacientes mais velhos e com comorbidades também diferem em diversas proteínas. 

Conclusão do estudo é que foi possível identificar , para os piores casos, mais de 250 proteínas associadas à severidade da doença. A mais prevalente é a Interleucina-6 (IL6), onde foi identificado altas taxas desta proteína com os casos de morte. Já para os casos onde pessoas sobreviveram a casos graves, esta proteína teve uma alta em seus índices e depois uma baixa, indicando uma relação entre a proteína e a gravidade da doença.

Logicamente, mais estudos são necessários, entretanto, os resultados obtidos podem ajudar no entendimento da Covid-19 severa em alguns pacientes.

domingo, 2 de maio de 2021

O que é KickBoxing!

Kickboxing (em japonês: キックボクシング), se refere para ambos um grupo de artes marciais e esportes de combate em pé baseados em chutes (em inglês: kick) e socos (em inglês: boxing), mas também para um estilo de arte marcial e desporto de combate.

O kickboxing ou full contact é frequentemente praticado como defesa pessoal, condicionamento físico geral ou como um esporte de contato.


Num sentido amplo, há várias artes marciais nomeadas como kickboxing ou full contact, incluindo o adithada (boxe indiano), lethwei (boxe birmanês), assim como o savate (boxe francês). Num sentido restrito, o termo kickboxing é associado ao kickboxing japonês, ao kickboxing americano e estilos ou regras spin-off.

O kickboxing original, assim como maioria das artes marciais derivadas em períodos pós guerras ou de guerras, as lutas marciais ganharam grande impulso no Japão com os samurais. Em sua essência não se tem postos ou faixas, e sim graduações, militares ganhavam essas graduações de acordo com seus postos, quanto mais alto o posto mais alto o conhecimento do combate corpo a corpo. Nas forças armadas até atualmente, ainda pode se encontrar as lutas voltadas não para o caráter da defesa pessoal, mas sim para a forma mais letal das artes marciais, a retirada permanente do oponente.

O kickboxing ou full contact em sentido restrito é muitas vezes confundido com o muay thai (boxe tailandês). Ambos são semelhantes mas com extremas diferenças, não apenas nas regras, mas também na prática. Contudo, o foco do lutador durante a luta é diferente. Nas regras do muay thai, tem os golpes de cotovelos a mais. Já os golpes de joelhos são permitidos tanto no muay thai como na modalidade K-1 do Kickboxing.



A Origem do Kickboxing no Brasil:

O Kickboxing no Brasil é uma modalidade esportiva  que foi introduzida no país por volta de 1978, pelo  grão mestre Markus Tullius, que teve como seus primeiros alunos Grão-Mestre Luiz Augusto Alvarenga .

Ainda há informações a respeito da origem do kickboxing americano no Brasil, que veio em 1975 com o Grand Master Norman D. Henderson e Grand Master Bruce R. Bethers, ambos integrantes da atual Martial Arts International Federation à epoca integrantes da The World Martial Arts Federation, que transmitiram seus conhecimentos aos Estados de Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso e Rondônia.

No Kickboxing a graduação em todas as modalidades é com Faixa na cintura usando calça ou short em qualquer organização.

A graduação utilizada pela WAKO - Associação Mundial de


Organizações de Kickboxing, no Brasil representada pela CBKB Confederação Brasileira de Kickboxing, é:

Amarela

Laranja

Verde

Azul

Marrom

Preta

A graduação utilizada pela International Kyokushinkaikan Association - IKA é:

Branco

Laranja

Laranja Ponteira Azul

Azul

Azul Ponteira Amarela

Amarela

Amarela Ponteira Verde

Verde

Verde Ponteira Marron

Marrom (Senpai - instrutor)

Marrom Ponteira Preto (Senpai - instrutor)

Preto(Sensei - professor)

Preto/Branco

Preto/Amarelo

Preta/Vermelha (Coral 1 - Shihan - Mestre)

Prajied Prata

Prajied Ouro (Grão Mestre)

A graduação utilizada pela Confederação Brasileira de Kickboxing é:

Branca

Amarela

Laranja

Verde

Azul

Marrom

Preta

Preta 1° Dan

Preta 2° Dan

Preta 3° Dan

Preta 4° Dan e até o 10° DAN

A FKTERJ - Federação de Kick Boxing Tradicional do Rio de Janeiro utiliza o seguinte sistema de graduaçã:

BRANCA

AMARELA

LARANJA

VERDE

AZUL

ROXA

MARROM

PRETA

PRETA 1º DAN ATÉ O 10 DAN

A graduação utilizada pela ASAK ASSOCIAÇÃO SUPREMA E ASSOCIADOS DO KICKBOXING presidida pelo Grão-Mestre Luiz Augusto Alvarenga.:

BRANCA

AMARELA

AZUL

VERDE

MARROM

PRETA

No IKO - INTERNATIONAL KICKBOXING ORGANIZATION, o sistema de graduação utilizado é o seguinte:

Branco

Amarelo

Laranja

Verde

Azul

Marrom

Preto

Como esporte de combate, os estilos de kickboxing são considerados desportos de combate em pé, não permitindo continuar um combate quando um dos lutadores está no chão, embora alguns estilos de kickboxing indochineses abram exceções a essa regra.

No Kickboxing, os pugilistas masculinos combatem em tronco nu nas modalidade de ringue, descalços e usam calças compridas nas modalidades que só são permitidos golpes da altura da cintura para cima e calções de boxe nas modalidade que são permitidos chutes baixos. As pugilistas femininas por vezes usam também um top.

Regras de contato:

Musical Form: A mais bela modalidade do KickBoxing, considerada a Ginástica Olímpica Marcial. Os atletas coreografam movimentos tradicionais das artes marciais com a música utilizando-se de armas ou não.






Point fight: Antes conhecido como Semi contact: Geralmente lutado no tapete. Tem como objectivo marcar pontos com golpes leves. Os chutes somente são válidos acima da cintura e aplicados com a canela ou peito do pé. A luta é parada a cada ponto marcado.

Light contact:Lutado geralmente também no tatame. Variante do full contact, com as mesmas técnicas de forma contínuas, mas bem controladas, onde predomina a técnica, perícia e velocidade em detrimento da força. Ganha quem aplicar mais golpes certeiros demonstrando uma técnica mais apurada.

Kick light: lutado geralmente em tatame. Bastante similar ao light contact, mas é permitido chutes baixos nas partes internas e externas das coxas. Lutado com shorts. Predominando o domínio da técnica e não a força, sendo punido o excesso de força e desclassificado o lutador que nocautear o adversário.


Full contact: Nesta modalidade, os atletas podem utilizar técnicas de mão do boxe tradicional e todos os tipos de chutes, que atinjam o adversário da cintura para cima, observando a linha lateral e frontal do tronco e cabeça.






Low kick: É um full contact mais completo no qual é válido o uso de caneladas nas coxas interna e externamente obedecendo à linha do joelho para cima.

Antigo: Thai kick. Agora chamado: K-1 rules

Também conhecida por regras no estilo K-1 ou regras orientais, É uma modalidade de contato pleno que tem quase as mesmas regras do muay thai, como: atacar com chutes as pernas e articulações da mesma lateralmente, giratória baixa de calcanhar, chutes giratórios, esporões, projeções com a guarda, joelhada e soco giratório. Porém diferem do muay thai pela ausência da música tailandesa durante o combate e do ram muay, por não usar técnicas de cotovelo e pelo foco da luta. (Visto que nas modalidades de Kickboxing ganham as lutas quem golpear mais o adversário, independente de qual golpe que seja. Já no Muay Thai irá ganhar quem bater mais cotoveladas e joelhadas. Ou seja, o ganhador no Muay Thai nem sempre será o que bateu mais, mas sim, o que desferiu mais cotoveladas e joelhadas). Fazendo assim com que lutadores de Kickboxing e Muay Thai tenham focos diferentes em virtude do que vale mais pontos em um, e no outro.


sábado, 24 de abril de 2021

Caminhada Espacial - Atividade extraveicular

Atividade extraveicular (em inglês: extra-vehicular activity, sigla EVA) é a denominação de operações desenvolvidas no espaço pelos astronautas em espaço aberto. O termo geralmente refere-se a caminhadas no espaço fora do veículo ou estação espacial em órbita da Terra, embora também se aplique a operações na superfície da Lua.

A primeira atividade extraveicular da história foi na missão da nave soviética Voskhod 2 em março de 1965. Noventa minutos após o lançamento da base de Baikonur, na URSS, no final da primeira órbita, o cosmonauta soviético Alexei Leonov "caminhou" no espaço durante 20 min, enquanto seu companheiro de voo permanecia dentro da espaçonave.

Seu "passeio" se iniciou sobre o norte da África, próximo ao Sudão, e terminou no leste da Sibéria. Na volta para a nave, Leonov teve um problema com o volume da roupa e encontrou grandes dificuldades para entrar novamente, só o conseguindo após fazer uma perigosa manobra de diminuição da pressurização do traje espacial de maneira a poder passar pela escotilha da Voskhod.



A primeira atividade extraveicular norte-americana ocorreu na missão Gemini IV, em junho de 1965, com o astronauta Edward White. Nesta EVA foi usado um controle de locomoção de mão movido a gás, para melhor estabilização do astronauta.

A primeira e única atividade extraveicular em espaço aberto fora da órbita terrestre ocorreu durante a viagem de retorno da Lua na missão Apollo 15, com o piloto do Módulo de Comando Alfred Worden.

A primeira atividade extraveicular ocorrida em solo, aconteceu, obviamente, quando o astronauta Neil Armstrong pisou pela primeira vez na Lua.

Veja o vídeo incrível de uma caminhada no espaço:


Em 1984, O astronauta especialista de missão do ônibus espacial Challenger Bruce McCandless foi o primeiro homem a realizar uma EVA no espaço, sem estar ligado fisicamente à nave-mãe, usando uma mochila espacial de controle manual, movida a jatos de nitrogênio.

quarta-feira, 21 de abril de 2021

Lâmpadas brancas - led - e os efeitos na saúde humana!

É cada vez mais crescente o uso de lâmpadas brancas, tanto fluorescentes de baixa potência como de Led´s, introduzidas largamente hoje em dia devido ao alto desempenho e economia. Entretanto, existe estudos que indicam que tanto a luz azul como a luz branca, emitida por estas lâmpadas modernas, podem influenciar nosso humor e também nossa saúde.

O comportamento humano é ditado por aspectos tanto internos quanto externos. As influências do ambiente determinam não só as nossas ações como também as nossas sensações. O efeito das cores na iluminação, por exemplo, tem a capacidade de interferir diretamente nas atividades do nosso cotidiano

Cada cor tem uma efeito e, com elas, vem as diferentes ações perante o nosso comportamento. Entre as principais cores e os seus efeitos estão:

O azul:

 Está ligado à sensação de liberdade e plenitude, e é um tom comumente associado à calma;

O laranja:

Uma cor dinâmica e viva que estimula a área do cérebro responsável pela comunicação;

O vermelho:

Está ligado à energia e, por isso, é importante que a sua utilização seja dosada, pois em excesso pode gerar irritabilidade;

O violeta:

 A cor que tem propriedades ligadas ao relaxamento, ainda mais quando a sua tonalidade é mais clara;

O branco:

Responsável pela sensação de amplitude e atenção;

O amarelo:

Cor que traz a sensação de conforto e relaxamento;

O verde: 

Traz a sensação de naturalidade, muito associado à cura e relaxamento.



Formas de adaptar cada ambiente às tonalidades corretas de iluminação

A iluminação natural no início do dia e no final dele tem um índice de temperatura de cor mais baixo — em média 3.000k, um tom avermelhado — e, por isso, está associado a um período mais calmo. Quanto mais próximo do meio-dia, o índice aumenta para cerca de 5.000k (branco), o que denota o nosso período de maior produtividade.

Logo, é comum que em escritórios, hospitais e lugares que exijam atenção plena sejam utilizadas cores como o branco na iluminação. Agora, em lugares de relaxamento, como salas de estar, o amarelo e o alaranjado são a preferência.

Por este motivo, as lâmpadas atuais, com colocação que tendem ao branco e azul, podem prejudicar o sono, o descanso e o humor das pessoas. Telas de celulares, computadores e outros dispositivos devem ser evitados durante a noite, principalmente antes da hora de dormir.

O ideal, antes de aplicá-las, é levar em consideração as sensações que você deseja que o ambiente transpareça e combiná-las de acordo com a decoração disposta no local. Não se esqueça de evitar contrastes muito grandes e a total monocromia. Afinal, os espaços precisam de equilíbrio, independentemente de sua proposta.


Vale lembrar que, dependendo da lâmpada colocada em um espaço, a cor pode ser ressaltada ou não. Para isso, é importante levar em consideração o IRC (Índice de Reprodução de Cor) que, quanto mais próximo de 100, maior será a fidelidade de reprodução da tonalidade.

O bom uso de cores traz uma série de benefícios tanto para a nossa qualidade de vida quanto para o nosso desempenho no trabalho. Logo, é necessário avaliar cada uma delas para garantir as vantagens necessárias em cada atividade realizada.

Por exemplo, você pode aumentar a sua criatividade e capacidade argumentativa inserindo o laranja em seu espaço de trabalho. Agora, se precisa de relaxamento na hora de dormir, o ideal é colocar a iluminação amarelada ou a cor violeta em alguma parede do quarto.

Saber o que cada cor significa ajudará a inseri-las de maneira adequada tanto na iluminação quanto na decoração dos espaços para aumentar a sua produtividade e capacidade mental ou para o seu relaxamento — tudo depende da proposta do ambiente. Vale a pena ressaltar que também é necessário avaliar as sombras, além de contraste e ofuscamento. Assim, será possível obter o máximo de aproveitamento das cores.