domingo, 4 de julho de 2021

Por que sonhamos?

Por que sonhamos?


Existem algumas teorias a respeito !

Apesar de termos feito um grande avanço na medicina no estudo do cérebro humano, muito sobre o seu funcionamento ainda continua um grande mistério, não existindo um consenso entre os vários tipos de cientistas e investigadores.

A maioria dos pesquisadores concordam que os sonhos são uma coleção de imagens que vemos durante o dia, porém ainda não existe uma explicação unanime sobre a razão pela qual isso acontece


1. Sonhamos para realizar nossos desejos:

Tudo aquilo que lembramos dos sonhos é uma representação dos nossos pensamentos, vontades e desejos mais inconscientes e primitivos. Dessa forma, a mente consciente consegue ter contato direto com aquilo que desejamos realmente, permitindo atingir mais facilmente a realização pessoal.

Ao sabermos aquilo que desejamos mais profundamente, conseguimos tomar medidas mais concretas durante o nosso dia-a-dia para atingir nossos sonhos.


2. Sonhamos para lembrar:

Em 2010, um grupo de cientistas chegou à conclusão de que existe maior taxa de sucesso para resolver um labirinto quando se dorme e se sonha com esse labirinto. Assim, pessoas que tentavam sair do labirinto pela segunda vez e tinham sonhado, tinham uma taxa de sucesso 10 vezes superior a quem tentava pela segunda vez sem sonhar com o labirinto.

Isto poderá significar que alguns processos de memória apenas acontecem enquanto dormimos e, por isso, os nossos sonhos podem ser apenas um sinal de que esses processos estão acontecendo durante o sono.


3. Sonhamos para esquecer:

O nosso cérebro contém mais de 10 mil trilhões de ligações neuronais que são criadas sempre que pensamos ou fazemos alguma coisa nova.

Em 1983, um estudo sobre o cérebro, sugeriu que, enquanto dormimos, principalmente durante a fase de sono REM, o neocortex do cérebro revê todas as ligações e elimina as desnecessárias, resultando nos sonhos.



4. Sonhamos para manter o cérebro funcionando:

Segundo esta teoria, os sonhos resultam da necessidade constante do cérebro para criar e consolidar memórias. Por isso, quando não existe qualquer tipo de atividade que estimule o cérebro, como acontece enquanto dormimos, o cérebro ativa um processo automático que gera imagens através de memórias, apenas para se manter ocupado.

Dessa forma, os sonhos seriam comparados a uma proteção de tela, como acontece nos celulares ou laptops, que evita que o cérebro fique completamente desligado.



5. Sonhamos para treinar nossos instintos:

Sonhos com situações perigosas são geralmente considerados pesadelos e, por isso, não são o tipo de sonhos que queremos lembrar.

No entanto, segundo esta teoria, os pesadelos podem ser muito benéficos. Isso porque, servem para treinar nossos instintos básicos de fuga ou luta, caso sejam necessários um dia.


6. Sonhamos para curar a mente:

Os neurotransmissores responsáveis pelo estresse estão muito menos ativos durante o sono, mesmo quando sonhamos com experiências traumáticas. Por essa razão, alguns investigadores acreditam que um dos principais objetivos dos sonhos é tirar a carga negativa dessas experiências dolorosas, para permitir a cura psicológica.

Assim, a teoria apoia a ideia de que, durante o sono, podemos rever nossas memórias negativas com menos efeito do estresse, o que pode acabar ajudando a ultrapassar nosso problemas com maior clareza e de forma psicologicamente mais saudável.

Fonte: Site tua Saúde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário