quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Por que os faróis de Xenon incomodam ?


Os faróis comuns, trabalham com lâmpadas de filamento, onde a corrente elétrica ao passar por eles, gera calor e luz, em um gás inerte ou vácuo, para que o filamento não se destrua com a oxidação. Uma das características principais deste tipo de lâmpada é por fornecer uma luz tendendo para o amarelo e constante.

No faróis utilizando lâmpadas de Xenon, o sistema é diferente. A luz é gerada quando uma corrente elétrica de alta voltagem, atravessa um mix de gases onde predomina o Xenônio, daí o nome da lâmpada. Com pouca corrente, consegue se luminosidade superior do que as lâmpadas de filamento. O funcionamento em base, pode ser comparado ao das lâmpadas fluorescentes e neon. Uma descarga elétrica de alta voltagem é gerada por um reator, e direcionada às lâmpadas.
Além de maior luminosidade, o tempo de vida é muito superior.
O incômodo gerado aos motoristas e pedestres, segundo os especialista no assunto, se deve a diversos fatores:
Um deles é a cintilância provocada pela frequência de operação das lâmpadas, visto que o reator gera pulsos de alta frequência e voltagem para o funcionamento das lâmpadas. É um piscar muito rápido imperceptível ao olho humano, mas que causa um leve incômodo. É claro que se utilizados equipamentos de procedência e bem instalados, este efeito é minimizado.
Outro problema está no fato desta lâmpada entrar em um projeto de farol que não foi feito para isso. As adaptações fogem de qualquer ação normativa, o que, seguramente, atrapalha a vida no trânsito. 
Há ainda o caso da observação. Os faróis de Xenon geram uma luz tendendo ao azul muito forte e que, segundo os especialistas, prendem nossas atenções aos faróis. Olhamos mais para as lâmpadas diretamente !
 A resolução 384, que proíbe as potentes lâmpadas de xênon foi implantada para garantir a segurança do motorista, já que a luz forte pode ofuscar a visão e causar acidentes. A substituição dos faróis de xênon em veículos que possuem os modelos em seu projeto original foi permitida pelo Contran. A instalação irregular do modelo resulta em multa de R$ 127,69 e cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).





Nenhum comentário :

Postar um comentário