quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Estudos revelam que homem moderno possui menor masculinidade !

Há 200 mil anos, segundo os estudos, apareceram os primeiro homo sapiens. A partir daí, veio capacidade de desenvolver armas, arte , agricultura e a pesca. De acordo com um novo estudo, esse homem que ficou mais sofisticado teria perdido um pouco da masculinidade no meio do caminho.
Um estudo, que tem como base as medidas de mais de 1.400 crânios antigos e modernos
, sugere que a humanidade tenha avançado no momento em que as pessoas começaram a ser mais amáveis umas com as outras, o que implica em níveis menores de testosterona em ação. Pesquisas anteriores já comprovaram que o hormônio tem um papel fundamental no comportamento agressivo.
Uma das mudanças evolutivas mais fáceis de notar é o formato dos crânios. Os supercílios proeminentes deram lugar a cabeças mais arredondadas. Embora os pesquisadores não pudessem determinar os níveis de testosterona ou se os humanos tinham menos receptores para o hormônio, o estudo mostrou a relação entre a queda de testosterona e o homem moderno.
A tendência revelada foi a de uma redução no cume da testa e um encurtamento da parte superior da face, características geralmente relacionadas a redução na ação da testosterona.
Há uma série de teorias sobre por que, depois de 150 mil anos de existência, o ser humano, de repente avançou tecnologicamente. Existem várias provas de que, há aproximadamente 50 mil anos, o homem produziu ferramentas de ossos, chifres e tiras de couro e equipamentos de caça e pesca. Não se sabe se este avanço teria sido motivado por uma mutação do cérebro, pelo consumo de alimentos cozidos, pelo surgimento da linguagem ou simplesmente pelo aumento da densidade populacional.
Fonte: http://noticias.uol.com.br/

Nenhum comentário :

Postar um comentário