quarta-feira, 16 de julho de 2014

Complexo do Pombo Enxadrista. Entenda !

O termo “chess pigeon”, que acabou ficando mais encorpado na tradução para a língua portuguesa, surgiu de um comentário feito em 2005 por Scott D. Weitzenhoffer, a respeito do livro “Evolucionism Vs Creationism: An Introduction” de Eugenie Scott:
“Debater com criacionistas sobre o tópico evolução é comparado a tentar jogar xadrez com um pombo – ele derruba as peças, faz cocô no tabuleiro e volta voando pro seu bando para cantar vitória”
 É usado para descrever o comportamento de um dos lados em uma discussão, onde um lado (invariavelmente o menos provido de referências e embasamento técnico-científico, ou formalismo), sem mais contra-argumentos, age com infantilidade.
Discutir com Fulano é o mesmo que jogar xadrez com um pombo: ele defeca no tabuleiro, derruba as peças e sai voando cantando vitória.
Normalmente em discussões, um dos lados, o mais fraco, quando fica sem argumentos, cai em falácias e começa a agredir verbalmente o interlocutor (propriamente a clássica falácia argumentum ad hominem), para, em seguida, sair "cantando vitória", (falácia da falsa proclamação de vitória).
Essa tática é o que Arthur Schopenhauer chamou de “falácia da falsa proclamação de vitória”, que consiste em dar respostas sem conteúdo, ou tolas e esteticamente “bonitinhas” ao adversário para tentar passar a falsa impressão de ter vencido o debate aos “expectadores” mais ingênuos. Também está intimamente ligada à estratégia do “estilo sem conteúdo”, ou seja, tentar legitimar um argumento falacioso através da estética empregada, ao invés do conteúdo apresentado. (Referência: Como Vencer um Debate sem precisar ter razão – Em 38 Estratagemas (Dialética Erística); Editora Topbooks; 2003).


Nenhum comentário :

Postar um comentário