segunda-feira, 30 de junho de 2014

O poder dos vinhos !

O trans-resveratrol é uma substância que pode ser encontrada em diversas plantas. Chás, frutas, algumas plantas medicinais e especialmente na casca da uva e devido a isto em vinhos tintos. Segundo alguns estudos o resveratrol é  responsáveis por diversos benefícios à saúde. 

O ideal é que sejam consumidos vinhos de qualidade,
pois há a necessidade da vidreira sofrer durante sua maturação um estresse de natureza hídrica e estar disposta a um regime particular de exposição ao sol e temperaturas adequadas diurnas e noturnas. Esta combinação de fatores, além de produzir vinhos de melhor qualidade, garante que a planta estoque em suas bagas uma grande variedade de compostos químicos, dentre eles o resveratrol

O vinho, tinto de boa qualidade, auxilia no tratamento de doenças cardiovasculares e no acúmulo de 
colesterol. Possui ação bactericida, antiviral e estimula o apetite. Retarda o envelhecimento celular e orgânico, além de possuir propriedades contra o câncer.

Os estudos iniciais tiveram como motivação o chamado “paradoxo-francês”. Os franceses possuem as mesmas taxas de colesterol dos americanos porém a taxa de mortalidade por problemas cardiovasculares dos franceses é muito menor. Segundo os estudos, esta contradição é devido ao consumo moderado de vinhos dos franceses em suas refeições.

A planta medicinal japonesa poligonum-cuspidatum é o principal ingrediente do KO-JO-KON, que é utilizado na preparação do chá Itadori , uma rica fonte não alcoólica de resveratrol e muito utilizado pelos japoneses como prolongador da juventude.

Estudo científicos comprovam os seguinte benefícios do resveratrol:
  • Aumento da resistência das fibras de colágeno;
  •  Dissipar as plaquetas que provocam coágulos;
  •  Inibir a formação de radicais livres;
  •  Impedir a proliferação de dos linfócitos;
  •  Aumento de apetite e favorecimento das funções digestivas;
  •  Retardar envelhecimento celular.

Diversos estudos em organismos menores, como leveduras, larvas, ratos e peixes, compravam que o Resveratrol produz o mesmo efeito que as dietas de restrição calórica, ou seja, uma taxa de aumento do tempo de vida entre 30% a 60 %. 
Em larvas, moscas e ratos, obteve se um ganho na expectativa de vida destes em 30 %. Em peixes, estes números foram ainda maiores, ou seja, 60 %. (Discovery Science).

CONCENTRAÇÃO EM VINHOS DO BRASIL:
Nessa amostragem de 36 vinhos tintos, o valor médio de resveratrol foi de 2,57mg/L. A concentração superou os valores encontrados nos vinhos da Califórnia (0,132-2,48mg/L), Japão (0,157mg/L), Canadá (0,77mg/L), Grécia (0,873mg/L) e Por-tugal (1mg/L). Só perdeu para os franceses.


 Merlot  1997-98 -  0,91-5,43
Cabernet   1991-98 -   0,82-2,33
Sauvignon Cabernet   1990-99  - 1,83-2,07
Franc Pinot Noir  1991-96 -  1,07-4,21
Gamay  1999-98 - 0,91-2,37
Pinotage  1997 - 3,43
Sangiovese  1993 - 5,75
Tannat  1997 - 4,17


Nenhum comentário :

Postar um comentário