domingo, 21 de fevereiro de 2021

A Águia e a lenda de sua renovação aos 40!

 
"A águia é a ave que possui maior longevidade da espécie. Chega a viver setenta anos. Mas para chegar a essa idade, aos quarenta anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão. Aos quarenta ela está com as unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar suas presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva. Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar já é tão difícil! Então a águia só tem duas alternativas: Morrer, ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar cento e cinquenta dias. Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher em um ninho próximo a um paredão onde ela não necessite voar. Então, após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico em uma parede até conseguir arrancá-lo. Após arrancá-lo, espera nascer um novo bico, com o qual vai depois arrancar suas unhas. Quando as novas unhas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. E só cinco meses depois sai o formoso vôo de renovação e para viver então mais trinta anos"

Bonita a estória, motivacional, sem dúvida, porém mais uma falácia da Internet! 

Não se sabe com certeza a origem dessa lenda. Alguns atribuem a uma passagem bíblica (Salmos, Cap. 103), enquanto outros acreditam que a história possa ter sido inspirada na mitologia grega, com a famosa história da Fênix, uma ave muito parecida com a águia, que depois de morrer queimada renasce das cinzas, para morrer novamente no dia seguinte e renascer de novo.

As águias, assim como qualquer outra ave de rapina, não se automutilam em situações normais, não perdem o bico e as garras a menos que sofra um processo traumático. A automutilação só aparece como condição patológica, como situações de estresse, doenças de pele, etc. Quando elas são vistas "bicando" pedras, estão fazendo isso para manter estas estruturas afiadas. Vale lembrar que tanto o bico quanto as unhas das águias (e de outras aves) vão se desgastando com o uso, por isso, são renovadas continuamente, igual nossas unhas e cabelos (e não drasticamente como diz a lenda). 

O mesmo processo ocorre com as penas, que caem e são substituídas por outras (processo de “muda”). Mas essa substituição não ocorre de uma só vez, o que impediria a ave de voar, ocorre uma vez por ano (ou por temporada) e de forma sincronizada. As águias também não podem ficar sem comer por dezenas de dias; elas também não vivem por 70 anos, as maiores espécies vivem cerca de 30 anos, podendo chegar até os 40 anos em cativeiro.

Pesquisa Aves de Rapina!

 As águias não são as aves que tem maior longevidade e não podem viver por 70 anos. Não existe nenhum registro científico de águias que pudessem chegar a essa idade.

Uma simples consulta no google nos informa que esta expectativa de vida é errônea. 








Fonte:

http://www.avesderapinabrasil.com/

https://diariodebiologia.com/author/karlla/

    Dra. Karlla Patrícia - Doutora em Biologia pela UFRJ e Admin. do Diário de Biologia


terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

F22 Raptor - Caça Americano super poderoso!

O Lockheed Martin F-22 Raptor, é um caça de dominação aérea fabricado nos Estados Unidos, pela Lockheed Martin. Foi o primeiro caça de quinta geração a entrar em serviço. Sua missão principal é manter a superioridade aérea no campo de batalha, mas também possui capacidade secundária de ataque ao solo.

O alto custo do programa de desenvolvimento da aeronave (US$ 66,7 bilhões de dólares), atrasos no desenvolvimento do programa de caças de quinta geração russos e chinês, a proibição de exportações e o desenvolvimento do mais versátil F-35 acabaram por encerrar o programa de produção do F-22. Hoje a força aérea americana possui 187 aeronaves destas no serviço ativo, sendo que o último F-22 foi entregue em 2012.

Vídeo F22 Raptor sendo reabastecido em pleno ar:



Como arma secundária, o F-22 utiliza um canhão M61A2 Vulcan de 20mm com 480 projéteis. Já no armamento principal, o Raptor pode ser armado com dois mísseis ar-ar de curto alcance AIM-9 e até seis mísseis ar-ar de médio e longo alcances AIM-120 AMRAAMs. Para o combate ar-solo, o F-22 pode ser armado com duas bombas de 1 000 libras GBU-32 JDAMs e dois mísseis  AIM-120.



Origem:

Em 1981, a Força Aérea dos Estados Unidos desenvolveu um requerimento de um novo caça de superioridade aérea, o Advanced Tactical Fighter (ATF), para substituir o F-15 Eagle. ATF foi um programa de demonstração e validação realizadas pela USAF para desenvolver a próxima geração de caças de superioridade aérea para combater as ameaças emergentes em todo o mundo, incluindo o desenvolvimento e proliferação da era soviética, com Sukhoi Su-27.

Era previsto que o ATF iria incorporar tecnologias emergentes, incluindo ligas avançadas e materiais compostos avançados, sistema fly-by-wire para controle de voo, sistemas de propulsão mais avançados e tecnologia de furtividade à radares (stealth).



Um requerimento para propostas foi lançado em julho de 1986, e duas equipes contratadas, a Lockheed/Boeing/General Dynamics e Northrop/McDonnell Douglas foram selecionadas em outubro de 1986 para realizar uma demonstração dentro de 50 meses, culminando no teste de voo de dois protótipos, o YF-22 e o YF-23, respectivamente.

Durante o processo de desenvolvimento na década de 1980, o crescimento esperado do ATF, o aumento de peso de decolagem e crescente custo excluiu algumas características. IRST foi rebaixado de multi-cor a cor única, em seguida eliminado (embora o sistema infravermelho/ultravioleta de alerta de mísseis funcionaria como um sistema IRST em uma atualização de software futuro), o radar de varredura lateral foi excluído e a exigência de assento ejetável foi rebaixada de modo a não ser capaz de cobrir o "envelope de vôo" (termo para uma série de fatores que podem interferir no voo) por completo, que viria a resultar em uma fatalidade durante os testes de voo.

Em 23 de abril de 1991, o Lockheed YF-22 foi anunciado como o vencedor da disputa do ATF.

Iniciando a produção:

Caça Lockheed Y22
O YF-22 foi modificado para a produção de F-22. As diferenças entre o YF-22 e F-22 incluem a relocalização do cockpit, as mudanças estruturais e muitas outras pequenas alterações.

A produção do modelo F-22 foi iniciada em 9 de abril de 1997, na Lockheed Georgia Co., Marietta, na Geórgia. Ele voou pela primeira vez em 7 de setembro de 1997.

O primeiro lote de F-22 foi entregue à Base Aérea de Nellis, em Nevada, em 14 de janeiro de 2003 e o teste e avaliação inicial dedicado começou em 27 de outubro de 2003. Em 2004, 51 Raptors já haviam sido entregues.

Em 2006, a equipe de desenvolvimento do Raptor, composta pela Lockheed Martin e mais de 1 000 outras empresas, além da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), ganhou o Troféu Collier, prêmio de maior prestígio da aviação dos E.U.A.


Em 2006, a USAF pretendia adquirir 381 F-22s para serem divididos entre os sete esquadrões de combate ativo e três caças integrar-se-iam ao esquadrões de caça da Air Force Reserve Command and Air National Guard.

Características:

O F-22 Raptor é um caça de quinta geração. Seu motor dual com capacidade de pós-combustão o Pratt & Whitney F119-PW-100 turbofan. Sua pressão máxima é cerca de 35 000 lbf (156 kN) por motor.

A velocidade máxima, sem armas externas, é estimada em Mach 1,82 em modo supercruise, como demonstrado pelo general John P. Jumper, o ex-Chef of Staff da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), quando seu Raptor ultrapassou Mach 1,7, sem pós-combustão, em 13 de janeiro de 2005.

Com pós-combustão, de acordo a Lockheed Martin, ele pode ter velocidade superior a Mach 2,0 e o Raptor ainda pode exceder os limites de velocidade, principalmente em baixas altitudes.

O F-22 tem oito tanques de combustível internos que perfazem a capacidade de 8 200 kg. Com esse volume de combustível, o F-22 tem um alcance de travessia de 3 219 km, ou um raio de combate de 759 km. Essa capacidade é consideravelmente maior que a do seu antecessor F-15 Eagle que precisa de tanques de combustível externos para conseguir igualar esse desempenho. O F-22 pode, ainda, ter ampliado esses números com a instalação de até quatro tanques de combustível externos nos cabides sob as asas, porém com sacrifício da sua capacidade invisível.

A suíte eletrônica instalada no F-22 representa o estado da arte em sistemas e sensores na indústria dos Estados Unidos. Seu radar é o Nothrop Grumman AN/APG-77 do tipo AESA (Active Electronically Scanned Array) ou varredura eletrônica ativa. Nesse radar existem 1500 pequenos dispositivos, como células, chamados módulos de transmissão e recepção (TRM) que emitem feixes de radar em diversas direções, simultaneamente, e recebem os reflexos dessas emissões, permitindo uma varredura de 120 º isenta de intervalos como ocorre com os radares de varredura mecânica que emitem apenas um feixe de sua antena que fica se movendo para poder fazer o rastreio de toda a área frontal do caça. Assim a precisão da localização do alvo é muito maior, e ainda, de quebra, há uma maior capacidade de rastrear alvos com pequena assinatura de radar.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lockheed_Martin_F-22_Raptor

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Charles Chaplin - e o cinema falado!

Charles Chaplin (1889-1977) foi um ator, dançarino, diretor e produtor inglês. Também conhecido por "Carlitos". Foi o mais famoso artista cinematográfico da era do cinema mudo. Ficou notabilizado por suas mímicas e comédias do gênero pastelão.

O personagem  que mais marcou sua carreira foi "O Vagabundo" (The Tramp), um andarilho pobretão com as maneiras refinadas e a dignidade de um cavalheiro, vestido com um casaco esgarçado, calças e sapatos desgastados e mais largos que o seu número, um chapéu coco, uma bengala e seu marcante bigode.

Primeiro Filme de Sucesso de Charles Chaplin

Em 1908, com 19 anos, Charles Chaplin começou a trabalhar no teatro de variedades fazendo sucesso como mímico. Em 1910, em uma turnê nos Estados Unidos com a trupe de Fred Karmo, foi visto por um produtor cinematográfico e, em 1913 já estreava como ator de cinema da Keystone Film Company.

No final de 1914, Chaplin foi contratado pela Essanay, recebendo um alto salário e sua própria unidade de produção. Em 1915, ele produziu a comédia “The Tramp” (O Vagabundo) quando criou o seu famoso personagem – "o vagabundo Carlitos".

O Vagabundo - 1915

Carlitos era um andarilho, pobretão, com maneiras refinadas e a dignidade de um cavalheiro, vestido com casaco esgarçado, calças e sapatos desgastados e mais largo que o seu número, um chapéu-coco, uma bengala e seu marcante bigodinho. O personagem humilde e galante passou a ser a figura central de diversos filmes de Chaplin.

Produtora United Artists:

Em 1919, Charles Chaplin fundou sua própria produtora, a United Artists, junto com Mary Pickford, Douglas Fairbanks e D. W. Griffith. Com seu personagem “Carlitos”, criou filmes com uma mescla de humor, poesia, ternura e crítica social, os mais longos do período, entre eles:



The Kid (O Garoto,1921) que conta a história de um bebê que acaba ficando aos cuidados de um vagabundo





The Gold Rush (Em Busca do Ouro, 1925) que se passa no Alasca em plena corrida do ouro  






O Circo -1928:

Em 1927, com a chegada do cinema falado, Charles Chaplin se opôs ao novo modelo de fazer cinema e, continuou a criar obras-primas baseadas em suas mímicas.





City Lights (Luzes da Cidade, 1931)) que conta a história do vagabundo que se finge de milionário para impressionar uma florista cega, por qual se apaixonou







Modern Times (Tempos Modernos, 1936) que satiriza a mecanização da modernidade.







Primeiro Filme Falado de Chaplin:

O primeiro filme falado de Charles Chaplin foi “The Great Dictator” (1940) (O Grande Ditador), lançado no dia 15 de outubro de 1940, o filme faz uma sátira ao nazismo e ao fascismo.

O filme recebeu cinco indicações ao Oscar em 1941, nas categorias de melhor filme, melhor ator para Charles Chaplin, melhor roteiro original, melhor trilha sonora e melhor ator coadjuvante para Jack Oakle.






Vida Pessoal:
Charles Chaplin teve uma vida sentimental intensa, casou-se quatro vezes, os três primeiros com estrelas de seus filmes, das quais se divorciu com escândalos: Milded Harris, Lita Grey e Paulette Goddard. Com 54 anos, conheceu Oona, a filha do teatrólogo irlandês Eugene O'Neill, de apenas 18 anos, com quem se casou, teve seis filhos e com ela viveu até o fim da vida.

Fuga dos Estados Unidos:

Apesar da grande popularidade de Charles Chaplin e do sucesso de seus filmes, muitas de suas ideias eram incompatíveis com os setores conservadores da sociedade norte-americana. Seu filme “Shoulder Arms” (Ombros Armas!) de 1918, provocou protestos de pretensos patriotas. Acusado de comunismo, foi perseguido pelo Macarthismo. Em 1952 abandonou os Estados Unidos, indo morar Corsier-sur-Vevey, na Suíça.

Em 1972, Charles Chaplin voltou aos Estados Unidos para receber o Prêmio Especial da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Em 1975, foi agraciado pela Rainha Elizabeth II com o título de Sir.

Charles Chaplin faleceu em Corsier-sur-Vevey, Suíça, no dia 25 de dezembro de 1977.

Filmes de Charles Chaplin:

Carlitos Casanova, 1914
O Vagabundo, 1915
O Imigrante, 1917
Vida de Cachorro,1918
Carlitos nas Trincheiras, 1918
Idílio No Campo, 1919
O Garoto, 1921
Pastor de Almas, 1923
Casamento de Luxo, 1923
Em busca do Ouro, 1925
O Circo, 1928
Luzes da Cidade, 1931
Tempos Modernos, 1936
O Grande Ditador, 1940
Monsieur Verdoux, 1947
Luzes da Ribalta, 1952
Um Rei em Nova Iorque, 1957
A Condessa de Hong Kong, 1967

Fonte: https://www.ebiografia.com/charles_chaplin/

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

O que são estrelas? Como os astrônomos sabem sobre a vida e a morte das estrelas?

As Estrelas são corpos celestes que têm luz própria. Elas são, na verdade, esferas gigantes compostas de gases, basicamente hidrogênio em sua vida jovem, que produzem reações nucleares - a fusão nuclear - porém  graças à gravidade, podem se manter vivas (sem se explodir) por trilhões de anos.








Neste Vídeo, o físico David Bärg Filho, Físico Mestre em Tecnologia Nuclear Aplicada, nos dá uma ideia de como sabemos o que sabemos sobres as estrelas!




Como as Estrelas Nascem?

As nebulosas (nuvens formadas de poeira e gás) se contraem, matéria atrai matéria pela gravidade e formam uma esfera. Ao se contrair, o gás se concentra lentamente e aquece a milhões de graus, num processo violento que pode levar milhões de anos.

Assim, é formada uma protoestrela e, somente após atingir uma temperatura altíssima, têm início as reações nucleares das quais resultam as estrelas, a fusão nuclear.


O Tamanho das Estrelas:

Para se ter noção da dimensão das estrelas, saiba que o Sol é uma estrela pequena. No entanto, ele tem um diâmetro de 1 milhão e meio de quilômetros (o que equivale a cerca de 1 milhão de planetas Terra).

No Universo observável, já constatamos milhares de estrelas maiores que nosso Sol, e menores também!

Uma breve lista das estrelas conhecidas e observáveis maiores que o sol:

A estrela Eta Carinae é 5 milhões de vezes maior do que o Sol











Enquanto isso, a estrela Betelgeuse, por sua vez, é 300 vezes maior que a Eta Carinae.





A estrela VYCanisMajoris, finalmente, é 1 bilhão de vezes maior do que o Sol, sendo assim a maior delas,  que conseguimos observar!

As Cores das Estrelas

Existem estrelas vermelhas, amarelas, brancas e azuis. As estrelas emitem luzes de cores diferentes em decorrência da sua temperatura.

As vermelhas, com cerca de 3000º C, são as que têm a temperatura mais baixa; enquanto com cerca de 40000º C as azuis são as que têm a temperatura mais alta.

As constelações são um conjunto de estrelas que embora pareçam próximas a olho nu, estão extremamente distantes no espaço celeste.

Dentre as principais constelações do universo vistas da Terra, as mais populares são:

Cruzeiro do Sul, que é vista do hemisfério sul.







Ursa Maior e Ursa Menor, que são vistas do hemisfério norte.








Morte das Estrelas:

As estrelas morrem após gastar o seu combustível - quanto maior a sua dimensão mais combustível elas consomem.

Primeiro, as estrelas gastam o hidrogênio e quando isso acontece as estrelas envelhecem, pois o hidrogênio se converte em Hélio, pela fusão nuclear. A seguir, começam a gastar o hélio e isso faz com que elas cresçam muito, de modo que sua temperatura diminui, tornando-a vermelha.

Assim, nesse estágio as estrelas são classificadas como gigantes vermelhas.

Algumas delas, podem se colapsar sobre si mesmas, ou seja, elas crescem em decorrência das reações nucleares e formam átomos cadas vez mais pesados, até que em determinado tempo, elas desabam sobre si mesmas atraídas pela gravidade de seu centro e as reações nucleares não são suficientes para expandi-las. Neste momento podemos ter uma supernova.

Para que ao acabar o hidrogênio a estrela se transforme em uma supernova, ela deve ter uma massa bem maior que o sol, por exemplo. Quando isso ocorre, ela começa a transformar o hélio em carbono através da fusão. É o mesmo que ocorre com outras estrelas menores, só que em uma estrela tão grande a massa é suficiente para fundir o carbono em elementos mais pesados como o enxofre e o ferro. Assim que o núcleo é fundido em ferro ele entra em colapso por causa de sua própria gravidade e começa a cair sobre si mesmo, a parte externa da ex-estrela é expulsa violentamente para o espaço e gera uma onda de choque que pode desencadear o nascimento de outras estrelas em outras galáxias. O núcleo se torna tão compacto e denso em questões de minutos, que uma pequena porção dele pesaria toneladas. Então em seu núcleo os prótons e os elétrons se fundem e formam nêutrons, nessa fase ela já é chamada de estrela de nêutrons. 

Se a estrela que morreu for aproximadamente trinta vezes maior que o sol então, ao invés de uma estrela de nêutrons ela formará um buraco negro.
Buraco negro é uma região do espaço-tempo em que o campo gravitacional é tão intenso que nada — nenhuma partícula ou radiação eletromagnética como a luz — pode escapar dela. A teoria da relatividade geral prevê que uma massa suficientemente compacta pode deformar o espaço-tempo para formar um buraco negro.

Uma supernova é uma explosão estelar poderosa e luminosa. Este evento astronômico transitório ocorre durante os últimos estágios evolutivos de uma estrela massiva ou quando uma anã branca inicia uma fusão nuclear descontrolada.

E o Sol?

O Sol gasta 600 toneladas de hidrogênio a cada segundo. De acordo com os astrônomos, isso indica que o período de vida do Sol terminará em cerca de 5 bilhões de anos.

No seu caso, depois de atingir uma dimensão gigantesca, ele se transformará em uma nebulosa planetária. O que dele sobrar será uma anã branca.


O que são Estrelas Anãs Brancas?

São estrelas que tem calor residual porque já queimaram o seu gás hélio. À medida que esfriam, elas vão se tornando mais difíceis de se enxergar a olho nu. Antes desse estágio, porém, elas já passaram pela fase de estrela gigante vermelha.



Anãs Marrons:

Nem todas as nuvens interestelares formam estrelas. Quando elas não atingem uma certa dimensão não se transformam em estrelas, de modo que são denominadas “anãs marrons”.

Vale ressaltar que é incorreto chamá-las de “estrelas anãs” porque elas não chegam a ser estrelas, são apenas “anãs marrons”.


E a estrela cadente?

Estrela cadente é o nome popular como é conhecido o meteoro. A estrela cadente resulta do lançamento de uma partícula sólida que se evapora. O resultado é um efeito luminoso.

Quando visualizamos um rastro luminoso no céu durante a noite, podemos estar diante do fenômeno da estrela cadente.

As estrelas cadentes são formadas por fragmentos advindos do espaço interplanetário que se aquecem no momento em que atingem a atmosfera.

As estrelas são a fonte da vida, seja de forma como nosso Sol, que nos alimenta com sua energia e possibilita a vida, seja na forma de supernovas, que ao explodirem fabricam matérias mais pesadas além do ferro e podem gerar a ignição para a criação de outras estrelas, até mesmo em suas mortes! Até mesmo os tão temíveis buracos negros, mantem as estrelas das galáxias em órbita regular! 

Como diria Carl Sagan , somos todos poeira de estrelas! 

Fontes: https://www.infoescola.com/estrelas/supernova/